Palavra do Dia

Somos discípulos de Jesus e Ele quer que os Seus discípulos tenham poder e autoridade. O problema é a confusão que se cria com o poder e a autoridade no mundo em que estamos, porque as pessoas confundem poder com o fato de “se tornarem” pessoas poderosas, melhores do que os outros. As pessoas confundem autoridade com autoritarismo, em mandar e desmandar nos outros. Esse poder e autoridade são mundanos, e não são eles que devem servir o seguidor de Jesus.

O poder que Jesus nos dá é para expulsarmos os espíritos malignos, inclusive os que estão agindo dentro de nós, levando-nos a querer ter sede de poder, de autoridade, vontade de sermos melhores que os outros, mandar nos outros.

Quando o poder de Deus age em nós, tornamo-nos humildes servidores, porque há servidores orgulhosos, prepotentes, aqueles que se dizem servos, mas são verdadeiros servidores do mal, porque se deixam dominar pelos sentimentos malignos. O poder que Jesus nos dá é para expulsá-los primeiro de nós.

Alguns querem entender a Palavra, acham que é simplesmente realizar espetáculos, é expulsar demônios para cá e para lá, mas os demônios estão agindo dentro da nossa própria vida.

Veja a força que o orgulho, a soberba e o egoísmo têm dentro da nossa alma. É uma força maligna, estamos sempre inquietos, porque fomos contrariados, não suportamos o outro ser melhor do que nós, ter mais êxito do que nós, porque, dentro de nós, existe inveja, ciúmes. Vamos ignorar isso?

O poder de Deus é para expulsarmos esses espíritos que estão atormentando os nossos pensamentos. São pensamentos do mal, pensamentos de maldade. É pensar mal do outro, querer mal do outro. Queremos algo mais mundano e perverso do que isso?

O poder de Deus é para expulsarmos esses espíritos que estão atormentando os nossos pensamentos

Voltamos para o nosso coração irradiado de ressentimentos mal resolvidos, tomado por mágoas que não foram curadas nem cicatrizadas. Cultivamos, muitas vezes, ódio e até vinganças mentais dentro de nós. O poder que Jesus quer nos dar é para expulsarmos de nós esses espíritos malignos e, do lugar onde estamos, os espíritos perversos, causadores de intrigas e confusões.

Eu fico impressionado como pessoas de Deus, que pregam e falam d’Ele, são verdadeiros causadores de intrigas e perturbações onde estão. Expulse de você, primeiro, para depois expulsar dos outros. Onde você está, você impregna um lugar de Deus, de paz, de amor, de ternura ou a sua presença é incômoda? Não incomoda, porque o Evangelho causa incômodo, mas porque levamos junto de nós a perturbação do mal.

O poder que o Senhor nos dá é para expulsar o mal e, quando o expulsamos, somos curados. O espírito perverso provoca doenças emocionais, mentais, e o Senhor não nos quer emocionalmente doentes e enfermos. O Senhor quer nossas emoções sadias e curadas.

Como vamos ficar curados e sadios se não somos capazes de expulsar ou permitir que a Palavra expulse o mal que está dentro de nós?

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Julinho Zanatta

Pastoral da Comunicação - PASCOM

%d blogueiros gostam disto: