Unidos a Jesus e com Jesus no caminho do Calvário.

+ Guilherme Antonio Werlang

Permitam-me hoje transcrever uma das mais belas CATEQUESES para podermos compreender melhor o valor e a importância do SANGUE DE JESUS CRISTO DERRAMADO EM FAVOR DE TODA A HUMANIDADE E DE CADA PESSOA INDIVIDUALMENTE.


O texto é uma CATEQUESE já escrita há mais de 1.600 anos por São João Crisóstomo,  (354-407). Seu nome significa BOCA DE OURO, tamanha era a riqueza de seus ensinamentos e suas pregações. É doutor da Igreja, é o mais conhecido dos Padres da Igreja grega. Nasceu em Antioquia, atual Turquia. Tornou-se patriarca de Constantinopla e foi grande pregador. 
É um texto não só para ser lido, mas para ser meditado e rezado diante de um crucifixo . É para ser ESTUDADO em profundidade.


“O PODER DO SANGUE DE CRISTO (DAS CATEQUESES DE SÃO JOÃO CRISÓSTOMO” – SÉCULO IV)


“Queres conhecer o poder do sangue de Cristo? Voltemos às figuras que o profetizaram e recordemos a narrativa do Antigo Testamento: “Imolai – disse Moisés – um cordeiro de um ano e marcai as portas com o seu sangue” (cf. Ex 12,6-7). Que dizes, Moisés? O sangue de um cordeiro tem poder para libertar o homem dotado de razão? É claro que não – responde ele – não porque é sangue, mas por ser figura do sangue do SENHOR (Jesus). Se agora o inimigo, ao invés do sangue simbólico aspergido nas portas, vir brilhar nos lábios dos fiéis, portas do templo dedicado a Cristo, o sangue verdadeiro, fugirá para mais longe.   QUERES COMPREENDER MAIS PROFUNDAMENTE O PODER DESTE SANGUE? REPARA DE ONDE COMEÇOU A CORRER E DE QUE FONTE BROTOU. COMEÇOU A BROTAR DA PRÓPRIA CRUZ, E A SUA ORIGEM FOI O LADO DO SENHOR. ESTANDO JESUS JÁ MORTO E AINDA PREGADO NA CRUZ – DIZ O EVANGELISTA – UM SOLDADO APROXIMOU-SE, FERIU-LHE O LADO COM UMA LANÇA E IMEDIATAMENTE SAIU ÁGUA E SANGUE: A ÁGUA, COMO SÍMBOLO DO BATISMO; O SANGUE, COMO SÍMBOLO DA EUCARISTIA. O soldado, traspassando-lhe o lado, abriu uma brecha na parede do templo santo, e eu, encontrando um enorme tesouro, alegro-me por ter achado riquezas extraordinárias. Assim aconteceu com este cordeiro. Os judeus mataram um cordeiro e eu recebi o fruto do sacrifício.   “De seu lado saiu sangue e água” (Jo 19,34). Não quero, querido ouvinte, que trates com superficialidade o segredo de tão grande mistério. FALTA-ME AINDA EXPLICAR-TE OUTRO SIGNIFICADO MÍSTICO E PROFUNDO. DISSE QUE ESTA ÁGUA E ESTE SANGUE SÃO SÍMBOLOS DO BATISMO E DA EUCARISTIA. FOI DESTES SACRAMENTOS QUE NASCEU A SANTA IGREJA, PELO BANHO DA REGENERAÇÃO E PELA RENOVAÇÃO NO ESPÍRITO SANTO, ISTO É, PELO BATISMO E PELA EUCARISTIA QUE BROTARAM DO LADO DE CRISTO. POIS CRISTO FORMOU A IGREJA DE SEU LADO TRASPASSADO, ASSIM COMO DO LADO DE ADÃO FOI FORMADA EVA, SUA ESPOSA.   

Por esta razão, a Sagrada Escritura, falando do primeiro homem, usa a expressão “osso de meus ossos e carne da minha carne” (Gn 2,23), que São Paulo refere, aludindo ao lado de Cristo. Pois assim como Deus formou a mulher do lado do homem, também Cristo, de seu lado, nos deu a água e o sangue para que surgisse a Igreja. E ASSIM COMO DEUS ABRIU O LADO DE ADÃO ENQUANTO ELE DORMIA, TAMBÉM CRISTO NOS DEU A ÁGUA E O SANGUE DURANTE O SONO DE SUA MORTE.     Vede como Cristo se uniu à sua esposa, vede com que alimento nos sacia. Do mesmo alimento nos faz nascer e nos nutre. Assim como a mulher, impulsionada pelo amor natural, alimenta com o próprio leite e o próprio sangue o filho que deu à luz, também Cristo alimenta sempre com o seu sangue aqueles a quem deu o novo nascimento”.


Daqui para frente são novamente minhas palavras:


Sempre fico muito “triste” quando vejo que a maioria de nós cristãos e cristãs somos muito SUPERFICIAIS no conhecimento das VERDADES de nossa fé. Nossas CATEQUESES muitas e muitas vezes não chegam sequer a ser um pequeno arremedo comparada às CATEQUESES dos primeiros séculos da Igreja.


Certamente é por falta de compreensão da nossa fé e de celebrar nossa liturgia e nossos sacramentos sem ENTENDER sua origem e profundidade que tão facilmente ABANDONAMOS NOSSA IGREJA, NOSSA FÉ VERDADEIRA e seguimos qualquer PILANTRA que promete prosperidade, milagres, curas e uma porção de outras mentiras.   Com certeza, SE EXISTE ALGUMA CULPA, esta não está nos FIÉIS, mas em quem deveria ter a obrigação da TRANSMISSÃO DA FÉ. Mas como CONCORRER  com este mundo sem tempo, de correrias, de individualismos, DESSA SOCIEDADE LÍQUIDA e onde tudo é apontado como TRANSITÓRIO e DESCARTADO?
Como transmitir toda essa riqueza se nas famílias já nem se reza em família e as crianças e jovens não chegam à Igreja e os pais não querem participar da catequese dos filhos e acham “um saco” as exigências das paróquias?


Quem não beber das FONTES, dificilmente sobreviverá.

%d blogueiros gostam disto: